Campanhas de mídia positiva para o corpo realmente funcionam?

Campanhas de mídia positiva para o corpo realmente funcionam?

Em 2014, a empresa de lingerie Aerie anunciou que usaria modelos mais diversos e pararia de fazer aerografia de seus materiais promocionais. Cinco anos depois, a empresa continua comprometida com essa decisão. Uma navegação rápida pelo website mostra mulheres com uma variedade de formas corporais, tamanhos, etnias e tons de pele.

A Aerie não está sozinha em seu compromisso de promover uma imagem corporal mais saudável. Outras empresas, como Dove, Target, ASOS e Old Navy, fizeram mudanças semelhantes. Mas uma questão importante é: campanhas de mídia como essas têm algum efeito real sobre como as mulheres se sentem em relação a seus corpos? E, do ponto de vista de negócios, essas campanhas influenciam as opiniões dos consumidores sobre a marca? Um novo estudo conduzido por pesquisadores da Northeastern University pode fornecer respostas.

A pesquisa

No estudo, 35 mulheres (18-23 anos) foram mostradas seis anúncios da Aerie. Em seguida, cada mulher foi entrevistada sobre como os anúncios a faziam sentir e suas opiniões sobre a empresa.

Os pesquisadores identificaram os seguintes temas comuns das entrevistas:

Em comparação com os anúncios “tradicionais”, as mulheres achavam que os modelos Aerie eram mais diversificados em termos de características como formato corporal, tamanho e etnia. Os modelos também pareciam menos sexualizados e mais naturais, felizes e confiantes.

A maioria das mulheres disse que as propagandas fizeram com que se sentissem mais felizes com seus próprios corpos. Os modelos pareciam relacionáveis ​​e semelhantes a eles mesmos e às pessoas em seu círculo social. As mulheres sentiram-se inspiradas pela confiança e auto-aceitação do corpo que os modelos retrataram.

A maioria das mulheres sentiu-se positiva com relação a Aerie por causa dos anúncios e disse que elas seriam mais propensas a apoiar a empresa. Eles também esperavam se sentir à vontade para fazer compras em suas lojas, e que sua lingerie seria adequada ao seu tipo de corpo.

Mais amplamente, a maioria das mulheres achava que Aerie estava ajudando a mudar o cenário da mídia para melhor. Eles pensaram que retratar uma maior diversidade corporal poderia reduzir pressões de aparência prejudiciais e desordens alimentares entre as mulheres jovens.

Muitas mulheres também expressaram ceticismo sobre Aerie. Por exemplo, algumas mulheres pensavam que os modelos ainda representavam apenas uma faixa estreita de tipos de corpo e ainda eram convencionalmente atraentes. Algumas mulheres também questionaram se a campanha era genuína, ressaltando que Aerie, é claro, tem como objetivo obter lucro.

A mensagem para levar para casa

No geral, as mulheres perceberam positivamente os materiais promocionais da Aerie: eles pensaram que os modelos da Aerie eram diversos e os ajudaram a se sentirem mais confiantes. Eles também pensaram que Aerie estava contribuindo para uma maior positividade corporal e bem-estar mais amplo. Algumas mulheres desejavam que uma gama ainda mais diversificada de corpos fosse mostrada.

Estes resultados apoiam outros estudos recentes nesta área. Por exemplo, uma experiência do mesmo grupo de pesquisa mostrou que visualizar os anúncios de Aerie era menos prejudicial à imagem corporal das mulheres em comparação com a exibição de anúncios tradicionais de modelos finos e tonificados. Além disso, outras pesquisas mostraram que os consumidores querem ver mais diversidade corporal na mídia, e a exposição a mídias sociais positivas para o corpo faz com que as mulheres se sintam mais felizes com seus corpos.

Do lado dos negócios, a campanha da Aerie foi bem sucedida. No presente estudo, a maioria das mulheres viu a marca positivamente e disse que seria mais provável que comprassem seus produtos. Curiosamente, apenas um ano após o lançamento de sua nova campanha, a Aerie teve um aumento de 20% nas vendas. Juntos, então, a pesquisa mostra que promover a diversidade corporal não é apenas uma escolha socialmente responsável, mas também beneficia o resultado final de uma empresa.


Terapia de Casal